A Mercur é uma empresa de Santa Cruz do Sul fundada em 1920 que desenvolve produtos nas áreas da saúde e educação, com foco no bem estar das pessoas e compromisso de unir pessoas e organizações para construir encaminhamentos e criar soluções sustentáveis. Buscando desenvolver um novo recurso para termoterapia com insumos renováveis a Mercur iniciou um projeto à partir de um experimento caseiro de um de seus colaboradores, que após colocar caroço de butiá no microondas, percebeu propriedades térmicas que poderiam ser utilizadas de alguma forma.

O Grupo Criativo atuou como um colaborador do projeto de forma estratégica e com foco no mercado trazendo um novo olhar metodológico no desenvolvimento dos novos produtos. Seguindo etapas e ferramentas do Macrodesign de forma co-criativa, Mercur, GC e comunidade chegaram em uma nova linha de produtos e embalagens que marcam uma nova etapa na história do cliente.

As Bolsas Térmicas Naturais Mercur nasceram para proporcionar o conforto do tratamento térmico, mas com um cuidado especial com as pessoas e a natureza. Elas representam uma alternativa mais natural e não invasiva de tratamento em formatos que se adaptam ao corpo e são fáceis de higienizar devido à sua capa lavável.

Sua composição e formatos foram construídos com a participação de diversas pessoas, combinando a experiência de usuários com os conhecimentos técnicos da indústria e das entidades parceiras na cadeia do algodão agroecológico e a rede de produtores de Açaí Juçara. Os produtos visam a preservação da natureza mantendo saudáveis e conservados os biomas em que se inserem.

Com a intenção de criar um novo produto mais sustentável, prático e confortável voltado para a termoterapia, o projeto foi iniciado com uma oficina de co-criação envolvendo mais de 70 pessoas, usuários e profissionais de diversas áreas da saúde. Neste encontro os convidados foram incentivados a discutir e ajudar a desenvolver soluções que atendessem a 5 personas com perfis e contextos distintos relacionados ao tratamento por calor.

Durante o desenvolvimento do projeto as personas e os produtos foram refinados de acordo com as necessidades dos usuários, pesquisas de mercado e identificação de canais de venda buscando obter um produto de qualidade e com um posicionamento mais sustentável econômica, ambiental e socialmente para todos os agentes da cadeia de produção.

As discussões e soluções criadas pelos convidados do primeiro encontro mostraram as reais necessidades de usuários e profissionais envolvidos no processo de tratamento térmico e se tornaram essenciais para a definição das tipologias dos produtos finais. Os formatos das bolsas deveriam ser ergonômicos e práticos, trazer a sensação de conforto e segurança para o usuário, utilizando materiais e recursos renováveis.

Buscando traduzir estes conceitos em atributos de produto diversas alternativas foram geradas durante a etapa de Ideação do Macrodesign. Foram diversos sketches, renders e testes com mockups em tecido para chegar no conceito final das bolsas, que contemplava uma linha de bolsas com 3 diferentes tamanhos.

São três modelos diferentes que atendem à diversas necessidades e aplicações no corpo: Multiuso Pequeno, Multiuso Grande e Cervical. Possuem formato ergonômico e podem ser aquecidas diretamente em forno elétrico ou micro-ondas de uma forma segura já que não utilizam água. As capas externas são removíveis e laváveis.

O interior das bolsas possui um enchimento com caroços de açaí da Palmeira Juçara, responsáveis pelo calor terapêutico e uma textura agradável que alivia dores, massageia e aquece o corpo. As capas das bolsas são de algodão orgânico em processos de agroecologia, onde as cores são resultado do processo natural sem que haja tingimento químico.

A utilização do caroço, subproduto da extração de açaí da Palmeira Juçara, promove o aproveitamento de um resíduo anteriormente sem destinação ambiental adequada, ampliando o valor agregado na produção local e mantendo de pé estas árvores ameaçadas de extinção. O desenvolvimento e a geração de renda local também fazem parte do propósito que envolve a Mercur e as comunidades produtoras de algodão orgânico e extração de Açaí Juçara.

Suas matérias-primas são o algodão orgânico e o caroço de Açaí Juçara em processos provenientes de instituições cujas práticas de manejo primam pelo mínimo impacto ambiental, relações de produção sem exploração humana e pautadas pelo comércio justo e solidário.