o que é Macrodesign?

É o método próprio desenvolvido pelo Grupo Criativo capaz de potencializar seu negócio de forma estruturada e simples. Atividades sequenciais e sistêmicas: PLANEJAMENTO, CONTEXTO, PESQUISA CRIATIVA, IDEAÇÃO, VALIDAÇÃO e ENTREGA. Atua na construção das etapas de trabalho e também no treinamento e preparação de toda a equipe envolvida, desenvolvendo a cultura inovadora da empresa baseada em ferramentas do design.

entenda as etapas


1. planejamento

Na etapa inicial de planejamento, deve acontecer uma troca de informações entre o cliente e a empresa responsável pelo design estratégico. Nesse briefing são alinhados os objetivos e metas do trabalho a ser realizado. Dentro do Macrodesign, por exemplo, além do briefing, existe uma etapa de contrabriefing, com o objetivo de validar as informações com maior nível de detalhes.
É durante essa etapa que é definido o escopo de trabalho, os prazos das entregas, as expectativas do cliente (resultados esperados) e potencial do projeto. Normalmente, o planejamento do novo negócio está diretamente relacionado com o planejamento estratégico da empresa.
Pode parecer a etapa mais simples, porém é uma das mais importantes, pois um bom alinhamento feito desde o princípio facilita e organiza o trabalho, trazendo no final os melhores resultados possíveis.
O planejamento das atividades a serem realizadas é diferente e particular para cada empresa. Por isso, é importante que o cliente exponha todos os seus objetivos e que a empresa executora saiba entender o que está sendo solicitado e adapte as informações para o melhor uso da metodologia e das ferramentas.

2. contextualização

É durante a etapa de contextualização que os objetivos levantados no planejamento são colocados dentro do universo no qual se encontram. Isso significa fazer um levantamento minucioso sobre as fatias de mercado em que o produto ou negócio se posiciona, sobre as micro e macro tendências desse segmento e sobre outras informações pertinentes para o negócio em questão.
Na contextualização são checadas todas as variantes que podem afetar o desenvolvimento da ideia e o resultado final esperado. Nessa etapa do processo, informações que parecem, a princípio, irrelevantes, podem influenciar fortemente no projeto. É por isso que um olhar atento de quem entende do assunto se torna fundamental e se você não possui essa expertise dentro da sua empresa, é recomendado que busque o apoio de profissionais qualificados.

3. pesquisa criativa

A etapa de pesquisa é responsável por identificar junto ao público-alvo como será a aceitação desse novo projeto. É preciso observar como sua audiência interpretaria a ideia se fosse lançada hoje e também imaginar como será o mercado para essa inovação em um futuro próximo.
A pesquisa envolve tanto ações online quanto um trabalho de campo, com contato direto com consumidores típicos do seu negócio.
Por ser uma etapa trabalhosa e demorada, muitos empresários costumam negligenciá-la. No caso de você contar com suporte complementar de uma empresa de design estratégico, certifique-se de que essa empresa se comprometerá com trabalho de pesquisa e não irá apenas terceirizá-lo.

4. ideação

É na ideação que o projeto começa a ganhar forma. Todas as informações levantadas nas etapas anteriores são trazidas à mesa e um protótipo começa a ser desenvolvido, buscando atender aos objetivos do cliente e respeitando a aceitação pré-determinada pelo mercado.
Essa parte costuma ser a que ocupa o maior tempo no cronograma do projeto, dado o fato de que esse protótipo é o embrião do novo negócio que está surgindo. Uma vez que o protótipo atenda aos requisitos do mercado (que veremos na próxima etapa), ele será aprimorado para virar o produto final. É por esse motivo que essa primeira versão já deve contar com as características chave do projeto e não ser apenas enxergado como tentativa e erro.

5. validação

Uma vez que o protótipo esteja finalizado, é preciso que ele seja validado. Antes dele seguir para o mercado e ser divulgado a todos os clientes, você deve fazer o maior número de testes possíveis.
É possível realizá-lo com a sua equipe de trabalho, colegas, familiares e até alguns clientes pré-selecionados. Apenas tome cuidado para não prejudicar a imagem que o cliente tem de você, caso o produto ainda não esteja funcionando corretamente. Dependendo do projeto ou produto que você está desenvolvendo, é possível fazer testes por meio de softwares e equipamentos específicos. Logicamente, cada caso é um caso, e a ferramenta que serve para um cliente pode não servir para outro. Você pode também conversar com alguns clientes de maior proximidade e oferecer a solução para eles de forma gratuita (ou com desconto) em troca de um feedback verdadeiro sobre o projeto e os pontos de melhoria.

6. entrega

Com o protótipo validado, você precisa divulgá-lo para os seus consumidores. Se essa divulgação não for bem-feita ou se não for feita nos canais corretos, todo o seu trabalho poderá ter sido em vão. É importante que você saiba como e por onde se comunicar com o seu público-alvo e, com isso, ter a melhor estratégia de comunicação. Caso você esteja contando com a ajuda de uma empresa de design estratégico, ela, com certeza, trará os melhores resultados, através de uma boa divulgação da sua inovação.
Se você está na etapa de desenvolver um novo negócio, mas ainda tem dúvidas do que é Macrodesign ou não se sente seguro em utilizá-lo sozinho, conte com o apoio e suporte de uma empresa de design estratégico, que vai somar forças ao seu atual time e trazer para o mercado um negócio com resultados consistentes e planejados. Esse novo negócio que você está desenvolvendo pode ser a criação de uma empresa do zero, de uma nova unidade dentro da sua empresa já existente, ou o lançamento de um novo projeto/produto no mercado. Para todos os casos, o Grupo Criativo pode ajudar o seu negócio a crescer por meio do Design. Independentemente de qual for o seu ramo de mercado e o tamanho do seu projeto, nós temos o know-how para solucionar problemas complexos por meio do design simples e integrado.
Quer ver na prática?
Conheça nossos cases.